Combine os discos de recuperação em um único CD

Muitos programas atuais recomendam criar um disco de recuperação separado – um disquete de boot para uso em casos de pane e emergência. Mas existe um modo de colocar todos em um único CD que pode ser usado também para dar boot no sistema. Porém, as instruções a seguir não funcionarão com todo tipo de disco de recuperação, nem se o computador não puder dar boot a partir de um CD. 

Para descobrir se você é um felizardo ou não, entre no programa de configuração do CMOS. O método para entrar no SETUP varia de computador para computador, por isso não existem instruções exatas para essa tarefa. Na maioria dos casos, basta pressionar a tecla DEL ou F2 logo que o PC é ligado e antes de o Windows ser carregado, para que surja o menu de configuração. Além disso, quando o computador é ligado, existe uma mensagem de uns cinco segundos que indica ao usuário a tecla de acesso ao setup. Vasculhe os diversos submenus para localizar a opção que indica a ordem em que é dado o boot. Verifique, então, se há a alternativa de usar o CD para iniciar o sistema.

Crie um cd de boot combinado para recuperação de panes com o Easy CD Creator.

Para combinar os discos de recuperação, você precisará de uma unidade de CD-R ou CD-RW e um software de gravação. Vamos assumir o programa Easy CD Creator, da Roxio/Adaptec, que acompanha a maior parte dos modelos de CD-RW.

Primeiro, crie os vários discos de recuperação, se você ainda não tiver feito. Depois de criados os disquetes, transfira cada conteúdo dos discos para uma pasta separada no disco rígido. Diversos programas, incluindo o Norton AntiVirus, da Symantec, permite que se crie um “disco” de emergência no próprio disco. Se existir essa opção, use-a.

Definitivamente, você precisará de um disco de boot do Windows. Eis como o criar: selecione Iniciar-Configurações-Painel de controle e dê um duplo clique em Adicionar ou remover programas. Clique na guia Disco de inicialização, escolha o item Criar disco e siga as instruções. Esse procedimento é uma exceção – copia os arquivos para um disquete, não para o disco rígido.

Depois que os programas estiverem no disco, teste-os. Coloque o disco de boot do Windows na unidade e selecione Iniciar-Desligar-Reiniciar o computador. No prompt do DOS, use o comando para mudar de diretório (cd) para ir até a pasta de um determinado programa. Já na pasta, digite autoexec e pressione ENTER para carregar um programa de recuperação específico. 

Depois que estiver satisfeito com o modo como o disco funciona, chegou a hora de criar o CD. Volte ao Windows, coloque um disco CD-R ou CD-RW na unidade. Se essa ação não iniciar o Easy CD Creator, faça-o você mesmo; use a opção para criar um CD de dados, não o item para usar o DirectCD.

Quando o Easy CD for aberto, selecione File-New CD Project-Bootable CD. O programa pedirá por um disquete de boot, insira então o disco de inicialização do Windows. Arraste as pastas que contêm os arquivos de recuperação do painel principal da janela do CD Creator (Explorer) para o painel inferior (CD Layout). Finalmente, clique no ícone Create CD.

Ao dar o boot do CD, será apresentado o prompt DOS na unidade A:, um disquete virtual que funciona como o disco de boot comum do Windows. Os outros arquivos ficam armazenados no CD, que é indicado provavelmente por uma letra à frente de onde deveria estar (se sua unidade de CD é normalmente D:, por exemplo, nesta ocasião será E:). Para ter acesso à unidade, digite a letra correspondente seguida pelo caractere de dois pontos e depois ENTER. Use o comando dir para ver quais pastas estão disponíveis; use dir /p para ver apenas uma tela por vez e o comando cd para ir até uma pasta em particular. Depois de alcançá-la, digite autoexec e pressione ENTER.

Fonte: PCWorld

Compatilhe esse artigo!

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.