PDF em PHP com FPDF – Parte 1

Não, isso não é uma sopa de letrinhas ou uma pegadinha! Estamos aqui para apresentar uma ferramenta que é poderosa e pode dar um toque bem profissional ao seu site. A aplicação é para criar documentos com extensão e formato PDF de forma dinâmica, ou seja, é uma modo de impressão de página, que é profissional e oferece, de certa forma, uma proteção ao conteúdo impresso, pelo menos no que diz respeito a sua edição.

A ferramenta escolhida é o FPDF, por se tratar um simples arquivo PHP, que dispensa qualquer instalação e configuração em seu servidor, é muito simples e prático de usar. Seu guia de referência rápida será disponibilizado aqui no clube, em outra coluna, pois é extenso e você poderá imprimir caso queira utilizar com mais freqüência.

Você pode fazer o download da biblioteca completa no site do FPDF ou ainda direto no Clube da Informática.

Instalação

A instalação é simples, você pode instalar o arquivo fpdf.php e o diretório ‘font’ junto aos arquivos que irão usá-lo para geração, ou ainda em um diretório em separado, essa última opção eu não recomendo, pois dependendo do servidor você pode ter dificuldades para configurar.

A configuração ocorre no corpo da programação, antes de incluir o arquivo fpdf.php na rotina você terá que fazer um define:

define(‘FPDF_FONTPATH’,’/home/www/lib/’);

Onde “/home/www/lib/” é o diretório onde a bilbioteca foi instalada. Vamos fazer nosso tutorial sempre da primeira forma, ou seja, o arquivo PHP criado para os exemplos estará no mesmo diretório do arquivo fpdf.php.

Alô Mundo

Na informática, principalmente em programação, é uma tradição testarmos sempre um dispositivo de saída (vídeo, impressora, etc) com a frase “Alô Mundo”, não iremos fugir a tradição. Vamos criar um arquivo PDF de forma dinâmica e com o mínimo de recursos, ou seja, abrir o arquivo com a frase.

Veja as linhas de programação para isso:

 

      require(‘fpdf.php’);

      $pdf=new FPDF();

      $pdf->AddPage();

      $pdf->SetFont(‘Arial’,’B’,16);

      $pdf->Cell(40,10,’Alô Mundo!’);

      $pdf->Output();

 

Muito bonito, você deve ter visto o arquivo em PDF abrir e mostrar a nossa frase, mas como isso aconteceu? Vamos comentar todas as linhas e assim já mostrarmos algumas funcionalidades dessa biblioteca.

require(‘fpdf.php’);

Essa chamada é obrigatória, afinal sem a biblioteca nada acontece, lembrando que se você optou em colocar a biblioteca em outra pasta do servidor você deve antes da chamada definir o diretório com um define como já explicamos anteriormente.

$pdf=new FPDF();

Aqui você define a criação do seu FPDF, no nosso caso chamamos a função com os valores padrão. Nossa linha é interpretada pela biblioteca assim:

$pdf= new FPDF(‘P’,’mm’,’A4′);

O construtor vai preparar um arquivo PDF em formato Portrait (com a folha em modo retrato), usará como forma métrica o milímetro (mm) e o tamanho da folha será o A4. Você aqui poderá modificar os parâmtros, como: (L) para Landscape (página em modo paisagem), Letter e Legal para tamanhos de folha, e como forma métrica poderá optar por pt, cm ou in (pontos, centímetros e inches).

$pdf->AddPage();

Aqui você abre uma página, pois até o momento você só tinha definições, esse comendo acrescenta uma página a seu projeto.

$pdf->SetFont(‘Arial’,’B’,16);

Antes de colocarmos nosso texto, temos que definir seus parâmetros, nesse casso temos uma fonte Arial com tamanho 16 e em negrito, aqui representado pelo ‘B’ do inglês bold. Nós poderíamos utilizar o ‘I’ ou ‘U’ no lugar da parâmetro B, assim utilizando o Itálico ou sublinhado, respectivamente. Para usar a fonte normal, basta deixar o parâmetro vazio. Aqui vale o registro que a biblioteca utiliza somente as seguintes fontes: Arial, Times, Courier, Symbol e ZapfDingbats.

$pdf->Cell(40,10,’Alô Mundo!’);

Essa chamada forma uma célula, uma área retangular, com um texto dentro. Você pode utilizar alguns parâmetros nesse comando, veja:

  • $pdf->Cell(40,10,’Alô Mundo!’,1); O retângulo é desenhado

  • $pdf->Cell(40,10,’Alô Mundo!’,0,2); Sem desenhar o retângulo e na segunda linha

  • $pdf->Cell(40,10,’Alô Mundo!’,0,2,’C’); Sem desenhar o retângulo, na segunda linha e centralizado.

$pdf->Output();

Por último e não menos importante, o fechamento do arquivo, assim a biblioteca fecha o arquivo e deixa pronto para a leitura e com a barra de ferramentas do Adobe disponível para o usuário.

Para um primeiro contato avançamos consideravelmente. No próximo artigo falaremos sobre cabeçalho, rodapé, imagens e quebra de página. Um abraço.

Compatilhe esse artigo!

2 comentários sobre “PDF em PHP com FPDF – Parte 1

  1. bom dia estou muito precisando aprender a criar relatorios pdf a partir de paginas php, especialmente de consultas a bancos, nao estou encontrando a continuaçao do tutorial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.